terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Reconhecimento de uma nova raça de cães autóctone 'O Cão do Barrocal Algarvio'




A origem do Cão do Barrocal Algarvio é muito antiga e aparece com a imagem que hoje se conhece desde épocas remotas.
Não obstante se encontrar em todo o Algarve é na região do Barrocal, que apresenta características geofísicas particulares, tais como solos calcários, com afloramentos rochosos, que ele se fixou.
Ao longo dos anos, o Cão do Barrocal Algarvio tem sido apelidado por caçadores, e não só, como Cão “abandeirado”, “fraldado”, “felpudo” ou “gadelhudo” devido à forma e porte da sua cauda e ao pêlo meio comprido e macio.
O Cão do Barrocal, em vias de extinção nos anos sessenta, ressurge, através do trabalho de alguns caçadores que o selecionaram, com características próprias, tais como a rapidez e a eficácia, pronto a enfrentar a diversidade geográfica onde ele se instala. Adaptado a solos pedregosos, mas também a terrenos arbóreos e até a mato denso, o Cão do Barrocal, para além de ser utilizado na caça ao coelho, integra hoje algumas matilhas dedicadas à caça grossa.
A sua importância e divulgação ganham visibilidade através do trabalho da Associação de Criadores do Cão do Barrocal Algarvio (A.C.C.B.A.). Desde 2004, o Cão do Barrocal tem estado presente na Feira da Caça e Pesca do Mundo Rural do Algarve, organizada pela Federação de Caçadores do Algarve através de um significativo número de exemplares.
A partir do início de 2012, o Clube Português de Canicultura desenvolve um estudo cuidado através do visionamento e resenho de dezenas de exemplares tendo em vista o seu eventual reconhecimento oficial.
O estalão do Cão do Barrocal Algarvio é aprovado em Assembleia Geral do Clube Português de Canicultura realizada no dia 08 de dezembro de 2015.
Na sequência da informação e documentação disponibilizada pelo Clube Português de Canicultura, atento igualmente ao Estudo do INIAV, IP “Cão do Barrocal Algarvio – no encalço da sua identidade genética” e da respetiva avaliação e parecer favorável do Gabinete de Recursos Genéticos Animais, é no dia 04 de fevereiro de 2016 reconhecida pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária a população canina “Cão do Barrocal Algarvio” como Raça Canina Autóctone Portuguesa.
 
Fonte: DGAV

Sem comentários:

Notícia JN - Taxa SIAC